Superando a primeira derrota


Home | Superando a primeira derrota

Mensagem: Superando a primeira derrota

Caros Amigos,

Na semana passada refletimos sobre como devemos agir para vencer o medo de empreender, primeiro devemos agir para vencer o medo de empreender, primeiro degrau pelo qual todo empreendedor passa. Hoje trataremos do nosso segundo princípio, que é o de superarmos a primeira derrota.

Este princípio está intimamente ligado ao primeiro, pois considerando-se que temos que ganhar a guerra e não apenas uma batalha, vencer o medo é uma decisão diária. Há uma sequência de situações que nos impõe derrotas constantes, razão pela qual superar a primeira é essencial para seguirmos em frente.

E que tipo de derrota somos submetidos! Somos derrotados não primeiramente pelos nossos inimigos que acreditamos existir em cada esquina, mas sim pela nossa incompetência, nossa preguiça, devaneios, falta de vontade e, principalmente, pelos nossos próprios medos.

Quando superamos a primeira derrota, iniciamos a nossa escalada para o sucesso como empreendedores. No entanto, a questão emocional, que pode nossa impelir a estagnação e nos paralisar, dever ser cuidada.

Recentemente vivi uma situação muito especial em uma de nossas redes de franquias. Lidava na ocasião com duas franqueadas que, estando desempregadas, encontraram em nossa operação a solução para iniciarem seu próprio negócio.

Identificaram-se com a rede. Fecharam negócio e realizaram treinamento. No entanto, durante 3 meses a operação lançou um balde de água fria em seus ânimos que quase as fez desistir. Foi aí que fomos procurados para prestarmos nossa orientação. Durante todo um dia refizemos seu treinamento, não com base nas questões técnicas, mas sim nas questões emocionais ligadas ao mundo comercial. O grande desafio era: como fazer duas pessoas que estavam desempregadas acreditem que os valores sugeridos por nós não eram altos? Nossa equipe reforçou com as franqueadas o conceito de que o valor do negócio estavamos desejos e necessidades dos nossos clientes, e que nem todas as pessoas têm condições financeiras de arcar com nossos serviços.

Voltaram então as duas franqueadas para o mercado produzindo nosso marketing de guerrilha até que o dia em que o primeiro contrato chegou. Não era o que queriam ainda, mas elas seguiram em frente em após suportarem as primeiras derrotas, encontraram o que tanto procuraram: muitos contratos. Seu faturamento atingiu então R$ 50.000 por mês. N avida não somos só educadores, mas sim aprendizes. E aprendemos com nossas amigas que a capacidade de superar a primeira derrota nos leva a conseguir o que alguns, na sua inércia, jamais conseguirão, pois não querem correr riscos. O maior risco da vida é viver.

Portanto, amigos, aprendamos com quem já chegou lá e conseguiu, vencendo seus medos e superando suas derrotas, fazer a diferença na vida empresarial.

Abraços e Sucesso

Artur Hipólito



Veja outras Mensagens
Ouvidoria Artur Hipólito